Cidade Planejamento Urbano

O que é cidade-jardim?

Olá pessoal! Aproveitando o gancho da última semana onde falamos sobre infraestrutura verde e a sua importância para as cidades, hoje vamos falar sobre o conceito de cidade-jardim desenvolvido por Ebenezer Howard.

Sir Ebenezer Howard (1850-1928) foi um autodidata militante do movimento socialista inglês. Nasceu em Londres e, em 1871 mudou-se para os Estados Unidos, onde trabalhou como repórter. Em 1876, já de volta à Inglaterra, Howard encontrou trabalho em uma empresa que produzia relatórios oficiais do Parlamento. Local este onde trabalhou o restante de sua vida.

Howard viveu em um período onde as cidades estavam atravessando um processo de intensa urbanização advinda da Revolução Industrial.

Esse processo, causado por uma forte migração do campo para a cidade, não foi acompanhado por adequações de infraestrutura, o que resultou em uma péssima qualidade de vida desses ambientes.

O CONCEITO

Em 1898, Sir Ebenezer Howard publicou um livro onde propunha uma alternativa para solucionar os problemas que as cidades estavam enfrentando. Esse livro, inicialmente chamado Tomorrow: A Peaceful Path to Social Reform e posteriormente republicado como Garden-cities of To-morrow (1902) foi o ponto de partida para o chamado movimento cidade-jardim.

Nesse livro, Howard descreve uma cidade utópica onde as pessoas poderiam viver harmoniosamente em um ambiente com atributos tanto do campo quanto da cidade. As cidades-jardins de Howard tinham por objetivo proporcionar às áreas rurais, as oportunidades econômicas e amenidades que existiam nas cidades. Ainda, trazer a beleza e prazeres do campo para a vida urbana.

Howard entendia cidade e campo da seguinte forma:

“A cidade é o símbolo da sociedade – de ajuda mútua e de cooperação amistosa, de paternidade, matermindade, fraternidade, de uma ampla relação homem a homem, de simpatias expansivas, de ciência, arte cultura e religião. E o campo: O campo é o símbolo do amor e das liberdades para Deus com o homem. Tudo o que somos e tudo o que temos provém do campo. Nossos corpos são formados dele e voltam para ele. Por ele somos alimentados, vestidos, alojados e abrigados.” (Howard apud Choay, p. 221)

O conceito idealizado por Ebenezer Howard buscava resolver o problema de superpolulação em áreas urbanas e a má qualidade de vida, criando comunidades menores e planejadas nos arredores da cidade.

Howard representou o campo e a cidade como imãs, cada um contendo diferentes atributos com capacidade de atrair pessoas para si. O autor defendia que cada um deles isoladamente não seria capaz de roporcionar qualidade de vida para as pessoas. Sendo assim, sua alternativa convergiu para algo que contemplasse características tanto do campo quando da cidade.

Os três imãs. Para onde as pessoas irão?
Fonte: Planningtank

A FORMA

O modelo de cidade idealizado por Howard deveria ocupar ⅙ de uma área de 2400 hectares e ter, de preferência, uma forma circular com um raio um pouco maior que 1 quilômetro. A cidade seria então divida em 6 partes (ou bairros) através de boulevares com 36 metros de largura, que, assumindo uma forma radial, atravessariam a cidade. No centro haveria um espaço dedicado à um jardim e no seu entorno, seriam distribuídos os edifícios públicos.

Howard estimou uma população total de cerca de 32 mil habitantes, sendo 30 mil na cidade e 2 mil no setor agrícola. Ainda, 5,500 mil lotes comuns medindo cerca de 6,1x40m. Armazéns e demais indústrias seriam localizados na área mais externa, em frente ao ramal ferroviário que circunda a cidade. Com isso, o tráfego de veículos pesados não precisaria circular dentro da cidade.

Fonte: Garden Cities of To-morrow
Fonte: Garden Cities of To-morrow

O post de hoje fica por aqui. Deixamos aqui no final um vídeo que apresenta uma breve história de Lenchworth, a primeira cidade projetada seguindo o conceito desenvolvido por Ebenezer Howard. Aliás, em uma próxima postagem traremos com detalhes alguns exemplos de cidades que foram construídas seguindo o modelo da cidade-jardim.

Esperamos que você tenha gostado do post de hoje. Você tem algum assunto interessante que gostaria que abordassemos aqui no canal? Deixe a sua sugestão nos comentários!

Até  a próxima!

Referências:
Choay, F. (1992) O Urbanismo: utopias e realidades, uma antologia. 3ed. São Paulo: Perspectiva
Howard, E. (1902) Garden Cities of To-morrow. London: Swan Sonnenschein & CO.
Urbanidades
PlanningTank
http://urbanplanning.library.cornell.edu/DOCS/howard.htm





0 comments on “O que é cidade-jardim?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: